Canadá: O Melhor País Para Ser Mulher

 

[Public Domain]

Já faz tempo que a mulher não fica só em casa cuidando dos afazeres cotidianos e dos filhos. Ela está no mercado de trabalho, contribui para economia do país, aperfeiçoa-se profissionalmente e, quando não chefia sozinha sua família, ajuda seu companheiro com as despesas domésticas. Além disso, conquistou lugar na política, nos altos cargos de empresas, nos esportes e tantos outros territórios predominantemente masculinos até algumas décadas atrás.

Por que então nos choca ver que, em 2014, após todas essas conquistas, o resultado de uma pesquisa de opinião realizada no Brasil aponta que se ela estiver usando roupas que mostrem partes do seu corpo é co-responsável pela violência sexual que pode vir a sofrer? https://oglobo.globo.com/pais/para-65-mulher-com-roupa-que-mostra-corpo-...

Será que isso reflete a opinião de outras pessoas ao redor do mundo? Ou será que o maior país da América do Sul está mais de 70 anos atrasado em relação aos outros lugares do globo?

By Paul Lowry [CC BY-SA 2.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0)], via Wikimedia Commons

by Paul Lowry / Wimedia Commons / CC BY-SA 2.0

A Mulher no Canadá

A Mulher no Canadá

Vamos ver como é a realidade feminina no hemisfério norte. As temperaturas podem ser negativas, mas o Canadá, por exemplo, foi considerado em 2011 o melhor país do G20 para ser mulher. http://www.trust.org/spotlight/G20-Countries-the-worst-and-best-for-women/

Essas foram algumas das medidas adotadas e seus resultados:

1) Desde 1985, a Carta de Direitos e Liberdades, parte da Constituição do Canadá, vem garantindo direitos iguais a homens e mulheres e corrigindo antigas discriminações sexuais.

2) Na sociedade canadense, o acesso cada vez maior das mulheres à educação e às oportunidades de treinamento fez com que hoje 62% delas possuam diploma universitário.

3) Os governos federal, provincial e territorial trabalharam em conjunto para eliminarem a esteriotipagem sexual nos currículos escolares, livros acadêmicos e aconselhamento profissional, além de encorajarem também uma participação mais efetiva das mulheres nos campos da matemática, ciências e tecnologia.

4) Além disso, os empregadores com mais de 100 funcionários, se quiserem firmar negócios com o governo federal, ficam subordinados a um programa de igualdade de empregos e devem reportar-se anualmente a respeito dos progressos na integração de mulheres dentro do ambiente de trabalho.

Diante disso, o que acontece hoje, por exemplo, é que cada três cargos de juiz federal, um é ocupado por mulher. Isso demonstra que leis para promover a igualdade de gênero e contra a violência e a exploração, em conjunto com um bom acesso à educação e saúde, fizeram do Canadá o melhor lugar para ser mulher dentre as maiores economias do mundo.

A pesquisa realizada pela TrustLaw constatou que o Canadá garante o que é necessário para o bem-estar das mulheres e protege suas liberdades básicas.

Foram ouvidos profissionais humanitários, acadêmicos, profissionais da saúde, gestores públicos, jornalistas e especialistas em desenvolvimento. Eles analisaram seis categorias: qualidade da saúde, liberdade contra a violência, participação política, oportunidades profissionais, acesso a recursos como educação e direitos de propriedade e liberdade contra tráfico e escravidão. Esses profissionais eram provenientes de 63 países nos cinco continentes, incluindo agências da ONU, ONGs internacionais e instituições acadêmicas.

Os ativistas não se surpreenderam com o resultado porque no Canadá as mulheres têm acesso à saúde e o país incentiva a educação acreditando ser este o primeiro passo para a independência econômica, além de ter leis que efetivamente as protegem.

O jornalista e ativista Jimmie Briggs, fundador da Campanha Man Up, que trabalha para mobilizar os jovens a fim de impedir a violência contra mulheres e meninas, afirmou: “Tendo uma compreensão da cultura canadense e monitorando o trabalho que eles têm feito em relação à violência contra mulheres e igualdade de gênero, acredito que o Canadá realmente venha emergindo como um modelo para o que a maioria dos países deveria aspirar durante muito tempo”.


Ask Questions

Do you have questions? Please fill in the form.

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.

Immigroup.com/news is independently run and does not seek editorial input from IMMIgroup Inc. The views of the authors of content on immigroup.com/news do not reflect the views of the consultants employed by IMMIgroup Inc.

"All images on immigroup.com are CC licensed, public domain or the work of IMMIgroup employees. If you see your image on immigroup.com and it has not been CC licensed, please contact us immediately at [email protected] so we can take it down."